jusbrasil.com.br
2 de Junho de 2020

Advogada é censurada após divulgar processos da travesti Suzy

Advogada Eloisa Samy foi censurada pelo Facebook após expor o processo criminal de Suzy

Correção FGTS, Estudante
Publicado por Correção FGTS
há 3 meses

Resultado de imagem para susy

Advogada Eloisa Samy teve seus 3 perfis bloqueados no facebook, por 24 horas, neste domingo (8) após publicar processo criminal de Suzy. Confira a publicação da advogada na íntegra:

“A história da “Suzi” é a seguinte, em síntese (tirada do acórdão do pedido de revisão criminal de Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos:

Em 2010 Suzy era vizinho do menino Fábio, de 9 anos, ele sabia que o menino passava algum tempo em casa sozinho até sua mãe chegar, aproveitando-se disto chamou o menino para ajudá-lo a carregar um monitor para dentro de sua casa, uma vez tendo o menino lá cometeu ESTUPRO por via oral e anal e em seguida MATOU o menino por asfixia. Em seguida ocultou o corpo em sua casa por dois dias até abandona-lo praticamente na porta da casa da mãe da criança. O próprio Suzy foi quem avisou a mãe de que havia um corpo perto da casa dela e foi também ele quem avisou o pai sobre o falecimento da criança. Após prisão o réu confessou o crime.”

Confira no link a imagem da publicação.

https://twitter.com/AdvEloisaSamy/status/1236705815542878212/photo/1

Leia também:

- STJ autoriza a chamada"Revisão da Vida Toda"no cálculo da aposentadoria, saiba como buscar a revisão para seus clientes

- Conheça a tese da cobrança do saldo do PASEP dos servidores públicos e veja como ingressar com uma ação de cobrança

- Correção do FGTS - Como advogados devem proceder para buscar ação de correção do FGTS para seus clientes !

- Como entrar com pedido de restituição de cobrança indevida de ICMS na conta de luz !

6 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Deve ter caído por denúncia em massa de grupos, que por alguma razão, acham que expor informação pública é errado e estão fazendo uma defesa ideológica maluca de alguém que teve todas as garantidas respeitadas no processo, tendo sido corretamente condenada com diversos agravantes.
Eu processaria o Facebook, ela não violou nenhuma regra da rede social, muito menos lei. continuar lendo

Qual o interesse da sociedade em ter acesso ao processo? muda alguma coisa? ela errou, foi condenada e está pagando pelo seu erro. Ir além é prolongar a pena. continuar lendo

Doutor César, pelo princípio da publicidade os processos criminais serão públicos a não ser nos casos especificados em lei, que não se aplicam no caso. Dito isso, as pessoas tem o direito de saber que vivem na mesma sociedade de que a autora de crime bárbaro e tomar as medidas que entendam cabíveis para sua segurança. Como por exemplo trabalhos em creche.
No Direito Americano a autora seria banida de passar perto de escolas, punição que não existe em nosso ordenamento, infelizmente, já que a apenada além do caso do menino de 9 tem um histórico longo de abusos sexuais em menores, inclusive um sobrinho e um bebê de 3 anos.
Ainda não levando em conta esses aspectos, a reportagem vitimizou autora de crime bárbaro, emocionando a sociedade a ponto de fazerem campanhas de ajuda, muitas pessoas foram verdadeiramente defraudadas, tiveram suas boas intenções usadas em prol de alguém que não sabiam ter cometido crime tão bárbaro.
As repercussões sociais na vida do apenado fazem parte da reprimenda de maneira ampla, a ficha criminal de ninguém é informação sigilosa. continuar lendo

Me parece ser o caso de representação junto a OAB também. continuar lendo

Muito me admira esta página de informação sobre correção fgts propalar fake news. continuar lendo